sábado, 23 de janeiro de 2010

PENSE NO HAITI


Bill Clinton, em seu discurso na Assembleia-Geral da ONU, disse uma frase que vale muito a pena repetir aqui: "Não desistam do Haiti como se fosse uma causa perdida". Concordo plenamente. Aliás, o Brasil nunca esteve tão envolvido em uma causa humanitária, no Exterior. Parabéns ao presidente Lula, por essa iniciativa. Cada um ajuda como pode, por isso desenvolvi essa estampa (foto) e pretendo fazer uma camiseta pra mim, mas, caso alguma empresa queira comercializar e a renda for para aquele país, é só falar comigo.

4 comentários:

Gilson disse...

Bacana iniciativa Luiz, você sempre inovando com sua arte latente. Hoje não resisti e dei uma paradinha rápida para saber como andam os amigos. Esses poucos dias de férias estão sendo para mim u momento de colocar as coisas em ordem, tenho grandes desafios esse ano no trabalho e precisava organizar u~m pouco minha vida, planejamentos, leituras, filmes e etc.
Embora corrido, estou conseguindo caminhar bem no que planejei.

Abs amigo.

Larita disse...

PERFEITO!! \o/

É, dessa vez o Brasil tá merecendo parabéns :) Só espero q com os olhos todos voltados pra lá não se esqçam dos que aqui também estão desabrigados, morando em tubos de esgoto, por conta das chuvas que tem "levado tudo". Que o Lula tbm faça bonito por nós ;D

Quanto a frase do Bill Clinton, é verdade. Uma coisa que eu fiquei meio =/ qdo li é que iriam parar as buscas, isso me apertou o ♥. Acredito em milagres e uma coisa que eu jamais mandaria parar seria isso.


E, que o Haiti renasça e brilhe mto ainda! ^^
Deus os ajude nesse momento :)


*e se uma amiga quiser uma camiseta assim também, como faz?

Gilson disse...

Uhmmm....
Se eu discordar vc fica bravo?

Qto ao terremoto, impossível não ser solidário. Impossível não refletir sobre a fragilidade do ser humano e de como a alegria e a tragédia podem nos atingir como um raio alterando vidas. Me preocupa o número imenso de amputados que o país terá nos próximos talvez 30/40 anos. Gente que só consegue tirar o sustento dos pés e das mãos. Como será?


Qto ao Brasil no Haiti já tenho inúmeras restrições. Acho que dentro do nosso país há inúmeros Haitis, com comparável grau de miséria, abandono, violência e desesperança que são ignorados pelo Estado brasileiro. São milhares de brasileiros que precisariam da intervenção do governo para que pudessem atingir o nível mínimo da dignidade. Essa missão brasileira tem custado caro pra nossa nação e não consigo deixar de pensar que esse dinheiro poderia ser gasto aqui, com nossos irmãos.

É um lance de RP que pesa no cofre e agora em famílias que enterram seus mortos.

Não sou insensível a situação lá, mas acho que o Haiti é uma causa pra países que já tem suas questões de miséria interna mais bem equacionadas do que nós, como a França por exemplo.

Fica meu abraço a vc,
GB

Angelo A. P. Nascimento disse...

Fiquei tocado por sua iniciativa.
A solidariedade é a forma mais simples de amor e nos aproxima da humanidade que vez ou outra esquecemos que nos é própria.
Belo blog!
Abração