sábado, 11 de junho de 2011

HOMOFOBIA FORA DE MODA

Lambendo a cria


Estive ontem, em São Paulo, no Parque do Ibirapuera, numa passagem relâmpago e GÉLIDA pela 29ª Casa de Criadores, um evento de moda já tradicional na cidade, cuja missão é descobrir novos talentos pra moda brasileira. Assim que soube que eles estavam promovendo um concurso chamado Homofobia Fora de Moda, a minha amiga e leitora deste humilde blog, Angélica Oliveira, sugeriu que eu participasse. Estava cheio de trabalho por conta do curta-metragem novo, mas, mesmo assim, criei o conceito da minha estampa numa madrugada de sábado para domingo e enviei. O concurso buscava uma imagem ou estampa que fosse símbolo de uma campanha contra a homofobia. Segundo o site do evento, foram 122 inscritos e 30 selecionados para a final. Fiquei entre os 30, mas até o momento não sei quem ganhou, provavelmente não levei porque a minha imagem era uma das mais discretas, mas, mesmo assim, foi bacana ver que algumas pessoas paravam e apontavam a camiseta curtindo a minha ideia, que foi toda inspirada na teoria da evolução das espécies de Darwin. Eles pediram também um texto explicativo sobre a minha inspiração, o qual reproduzo abaixo. Seja lá quem tenha ficado com as primeiras colocações, fica aqui os meus sinceros parabéns. Principalmente as secretarias de cultura do Estado e da cidade São Paulo e ao André Hidalgo da CdC por essa iniciativa bacana.


“Trata-se de uma clara alusão àquela imagem da evolução natural das espécies, de Darwin. Quis mostrar que o gay já nasce gay e vai ser sempre assim e que isso é natural. Se o Homem evoluiu como espécie, precisa também evoluir a sua forma de pensar, de agir, acompanhar as mudanças do seu tempo. Simplificando: a imagem tanto pode ter uma mensagem de autoestima ao dizer aos gays que não se aceitam, “se deixem ser”, como também fazer um protesto, uma provocação saudável aos homofóbicos de plantão, “evoluam o seu pensamento”. Tudo isso de forma leve, com um certo humor e uma pegada pop. Vale lembrar que tanto gays quanto a famosa teoria de Darwin sofrem até hoje resistência de algumas religiões”.


Não é demais dizer que ninguém é obrigado também a concordar comigo. Cada um, cada um. Bem, terminado este pequeno merchan, não posso esquecer de desejar a todos um feliz dia dos namorados, amanhã. E, pra quem ainda está solteiro como eu, a dica é a mesma de sempre, aquela que está no encarte do CD “O Chamado”, da Marina: “acreditar e amar até o fim”. Vou ficando por aqui porque este final de semana vai ser cheio de trabalho. Abração!

6 comentários:

Edilson Cravo disse...

Parabéns novamente por sua iniciativa em participar de um evento tão bacana e de tanta visibilidade. São atitudes bacanas assim como essa que mudam cabeças e conceitos. Abraço querido.

Rute disse...

Olá Luis Fabiano,parabéns pela sua criação .
Beijos, ótima semana a vc.

Angélica Oliveira disse...

Ai que orgulhooooo!!!
Quando eu li sobre esse concurso, nao pensei duas vezes em te avisar, pois sabia que seria uma coisa bem legal e que você arrasaria!!!
Adorei a tua criaçao e a tua foto "lambendo a cria"!.
Beijos

Papai Urso do Interior disse...

Eu acho que homofobia e cegueira/fundamentalismo evangélico já são, por si só, os assuntos do ano. Depois de decisão ultrafavorável do STF então a coisa pegou fogo. Nunca se falou e se discutiu tanto homofobia, suas causas e consequencias, e isso é ótimo! Acho que todo mundo está se posicionando não dá mais pra ficar em cima do muro. Triste constatar que no séc. 21 ainda tenhamos pessoas que excluem mesmo diante de tudo que já foi descoberto pela psicologia e pelas ciências.

Melogja disse...

Boa tarde meu querido, tudo bem!?..
Quanto tempo heim!!?..
Sobre o tema, achei sua criação realmente simples, porém de impacto, é bom colocar na cabeça de alguns 'desavisados' que os gays nascem gays, e não é uma mera 'simples opção' e também não acredito ser uma 'orientação' como alguns profissionais dizem, se fosse opção os gays seriam todos masoquistas, se fosse orientação não acredito que os pais iriam orientar um dos filhos e outros não!..por isso so posso entender que trata-se de ser naturalmente vc mesmo, como diz na sua imagem, desde o óvulo/espermatozóide de nossos pais, evoluímos para o que devemos ser, gays, heteros, bi, etc...Escolher um 'nome' para designar um ser é realmente simplista demais, ou católico demais, ou evangélico demais ou homofobico demais..
Para mudar isso, não sei a formula, se soubesse já a teria espalhado mundo a fora, mais sei que muita coisa deve mudar, a parada Gay paulista( maior do mundo), ainda não esta cumprindo o papel que deveria cumprir, mais acho que ainda chegaremos lá!...Sobre o dia dos namorados, ainda não sei bem oq eh..rss

abraçooo
Wmelo

Marcos Freitas disse...

Que mundo pequeno. Estou trabalhando na Secretaria de Estado da Cultura, sou responsável pela exposição Homofobia Fora de Moda, adoro a sua camiseta. Buscando informações sobre o concurso, descubro que você é um dos participantes.